Entenda a diferença entre SaaS, PaaS e IaaS

iaas paas saasA computação em nuvem é uma das tecnologias mais importantes da atualidade, mas termos técnicos como SaaS, PaaS e IaaS podem deixar o usuário confuso. Quer entender as diferenças entre eles? Confira:

 

SaaS

Software as a Service ou Software como serviço (SaaS) usa a internet para oferecer aplicativos que são gerenciados por um fornecedor terceirizado e cuja interface pode ser acessada pelos clientes. A maioria dos aplicativos SaaS pode ser executada diretamente no navegador, sem precisar fazer downloads ou instalações, embora alguns exijam pequenos plugins.
Consequentemente, fica fácil para as empresas que contratam o serviço racionalizar a manutenção e suporte dos softwares utilizados, uma vez que tudo – aplicações, tempo de execução, dados, sistemas operacionais, virtualização, servidores, armazenamento, rede, etc – é gerenciado pelos fornecedores.
E cada dia mais aplicativos SaaS têm se popularizado, oferecendo serviços para gestão de projetos, de finanças, de relacionamento com o cliente e aplicativos relacionados à saúde, por exemplo. Alguns exemplos são o Conta Azul e Run Run it. Ou seja, para comprar e utilizar um software não é necessária a compra de licenças, você paga apenas a utilização. É um modelo flexível que permite que você pague por um período ou situação pontual ou escolha planos de acordo com a necessidade da empresa, tornando-se em um modelo de cobrança mais justo.

 

PaaS

Plataform as a Service ou Plataforma como Serviço (PaaS) é um ambiente na nuvem para a criação, hospedagem e controle de software. PaaS oferece um ambiente pronto para sua aplicação rodar, um bom exemplo são os provedores de hospedagem que vendem planos para a sua aplicação e o banco de dados ficarem hospedados nos servidores. Nesse caso, citamos o Windows Azure como exemplo de plataforma para criação de aplicativos.

 

IaaS

Já o Infrastructure as a Service ou Infraestrutura como Serviço (IaaS) oferece servidores, dispositivos de rede, tudo em infraestrutura que você precisa para montar seu servidor e instalar qualquer plataforma. A vantagem em relação ao modelo tradicional é que, assim como ocorre com SaaS e PaaS, em vez de investir em servidores, roteadores, racks, etc, você contrata servidores virtuais e outros dispositivos de infraestrutura. A tarifa varia conforme o número de servidores virtuais, dados armazenados ou trafegados, etc. Algo semelhante com a cobrança de energia elétrica e de gás encanado, por exemplo.
Em vez de ter que comprar hardware de imediato, os usuários podem comprar IaaS com base no consumo, semelhante ao pagamento da energia elétrica ou outros utilitários.
O Windows Azure também oferece IaaS e o Amazon AWS é outra infraestrutura na nuvem que é recomendada.

Você ainda tem dúvidas sobre o assunto ou quer deixar sua opinião? Escreva nos comentários.

Deixe um comentário

Comentar (obrigatório)

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

Nome (obrigatório)
Email (obrigatório)